Fotografia de Pedro Cavaco

Menu:

Pesquisar

Julho 2008
M T W T F S S
« Jun   Aug »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Categorias

Momentos


Social

Twitter

Suportes

Arch Linux Whos Amung Us Valid XHTML 1.0 Transitional Valid CSS Level A conformance Valid RSS

Não há dinheiro, não há palhaços!

Manuela Ferreira Leite Uma das coisas boas da política, quando chegamos a esta idade qualquer coisa adulta, é o facto de ela se assemelhar às antigas cadernetas da Panini.
Quando compramos uma bolsa de cromos, a coisa parece ter pinta, rasgamos o papel com um entusiasmo alterado na esperança que nos calhe aquele cromo, aquele que nos fará ser os maiores amanha na escola. Acabamos por recordar esses tempos de duas maneiras bastante distintas, a de como era boa a vida nessa altura… e a de porque é que não poupamos os trocos que gastamos naquilo para o combustível.

As cadernetas da política portuguesa, não são tão engraçadas, quando compramos uma bolsa com os cromos da politica portuguesa existem logo à partida duas diferenças substanciais, a primeira é que eles não cheiram a novo, cheiram a mofo, a segunda é que são quase sempre repetidos… a coisa perde logo aí a piada toda.
Imaginem pois que compram uma bolsa de cromos e vos sai, uma Manuela Ferreira Leite!

Não é um cromo qualquer, é um artefacto, o problema surge é quando pensamos no que fazer com ela, numa linguagem concreta, em que sitio da caderneta a pôr.
Penso que a conclusão a que Manuela Ferreira Leite chegou terça-feira sobre o facto de não haver dinheiro, não seja algo, digamos, novo. Se existem grandes obras antecipadas por este governo com as quais não concordo, existem outras com as quais até vejo alguma hipótese estratégica, a longo prazo.
O problema de Manuela Ferreira Leite não está aquilo que diz, porque em sumo diz muito pouco, o seu problema está no deserto de ideias e opções económicas que tende em não conseguir apresentar.

Que medidas tem Manuela Ferreira Leite para combater a estagnação dos últimos anos, os efeitos do choque petrolífero e o equilíbrio da balança comercial?
Combater o défice não chega para estimular uma economia. Ou será que Manuela Ferreira Leite, aquela que nunca o conseguiu fazer, pensa realmente que sim?

Comentários

GravatarComentário de João Matos
3 de Julho de 2008, 4:27 post meridiem

a pergunta que gostaria de deixar é:

se ela diz que não há dinheiro então qual é o milagre – pq não pode ter outro nome, seguindo a sua palavra – que ela pensa fazer?

aquilo que tenho a certeza, e que não é nenhum milagre é que este tipo de conversa não é bom para a economia

“portugueses com frizes são portugueses felizes!” xD